Poema | Déjà Vú | Vera Aguiar

Jeito maroto.
Homem-moleque.
"Senhor",
deliciosamente atrevido.
Tudo em ti me faz de sonhos viajar.
Passo por seu rosto,
te beijo mansinho.
Toco seus cabelos,
que em meus dedos deslizam.
Tomo suas mãos,
trêmulas,
quase úmidas,
em calafrios,
que suponho circular seu corpo.
Vou agora até seus lábios,
minha trajetória completar.
Opa!
O mundo nos olha.
É preciso acordar.

Por: Vera Aguiar

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é muito importante. Abaixo da postagem você pode comentar. Nós iremos moderar e liberamos em breve. Obrigado.

Google+ Followers